sexta-feira, 3 de abril de 2009

... Dead and Gone!

Na passada quinta-feira acordaram-me com a seguinte frase: “O Sérgio morreu.” Como será o resto de um dia quando nos informam que um amigo acaba de falecer? Como será o resto de uma semana quando nos enchemos de lembranças de momentos que passamos juntos?

O Sérgio era (ainda custa usar este tempo verbal) um bom amigo. Foi com ele e juntamente com o resto da turma, que passei os melhores momentos da minha juventude. Aqueles momentos de irreverência e imposição que nos marcam e por muito que a nossa maneira de ser mude, jamais saíram da memória. Como amigo, colega e admirador, fui prestar a última homenagem no seu funeral, juntamente com uns amigos de turma. É indescritível aquela sensação de estarmos juntos, a ver o caixão a entrar para o carro fúnebre… quando antes prezávamos os almoços e jantares que organizávamos onde Sérgio era um convidado assíduo.

Já dentro da igreja e enquanto decorria a missa, o padre proferiu a seguinte frase:

“- O Sérgio morreu e morreu bem!”

O que é isto? E como se não bastasse, remata:

“- O Senhor chamou-o porque o queria levar para um lugar feliz.”

É por estas e por outras coisas mais que me repugna a igreja e tudo o que se move em redor dela. Que lugar é esse onde se pode ser mais feliz que a terra, principalmente quando se tem ainda 30 anos, família, namorada e um futuro pela frente?

Irrita-me essa ladainha, daqueles que vivem da grande mentira da humanidade, que justificam tudo o que acontece através de contos e fábulas.

Com ou sem a peça de teatro, sei que o que resta de ti, hoje, são cinzas. Sei também que em algumas delas estão a amizade que tinhas por mim, por isso respeito-te e aqui fica a minha homenagem: Obrigado Sérgio!

2 comentários:

@RebeldeOlhar@ disse...

Quem é o Homem, para dizer que o sítio feliz é este ou aquele... Apenas penso que somos felizes, quando junto de nós temos pessoas que nos fazem sorrir... nem que seja por um momento!

Parabéns pela homenagem feita, de certeza que o SÉRGIO, esteja onde estiver, está feliz pelas tuas palavras e lembrança.

Um bem haja.
@RebeldeOlhar@

Paulo Emperor disse...

desculpem ser por este meio, mas vinha saber se não estariam interessados numa parceria. Cumprimentos